10/01/2007

Santos Incorruptos

Corpos humanos preservados ou "múmias" vieram sendo descobertos através dos séculos, alguns até mesmo antes do tempo dos Faraós, aonde a arte de embalsar se originou. Muitos desses corpos preservados sobreviveram a descomposição por até 3.000 anos. De todos esses corpos preservados descobertos através dos séculos, todos se encaixam em uma dessas categorias:



1. Preservados "acidentalmente" - Esses tipos de corpos preservados são preservados devido a ações acidentais. Ex: Corpo enterrado em solo seco, em areia quente ou larva, áreas de alta radioactividade. Enquanto não houver ar ou humidade atingindo esses corpos, eles podem, muitas vezes, serem preservados de significante, mas não total descomposição. De qualquer forma, esses corpos quando encontrados se encontram tipicamente descoloridos, enrugados, distorcidos, tendo aparência esquelética, e sem elasticidade dos membros. Alem disso, eles sempre terão um odor ruim; sem dizer que, após descobertos sempre entrarão em rápida descomposição após terem suas bandagens retiradas para exame cientifico.

2. Preservados "deliberadamente" (induzidos) - Preservados deliberadamente são os corpos daqueles que foram propositadamente embalsamados, ou então tratados antes de seus funerais com a intenção de tentar prevenir a descomposição. Enquanto não houver ar ou humidade atingindo esses corpos, eles podem, muitas vezes, serem preservados de significante, mas não total descomposição. Na maioria dos casos de corpos deliberadamente preservados na antiguidade, as cavidades dos corpos eram cheias com materiais específicos como resina, resina húmida e poeira ou submergido com materiais específicos como mel, run ou areia. Nos métodos mais modernos de se tentar prevenir a descomposição dos corpos, os corpos são geralmente submergidos ou preenchidos de resina, piche, sal, álcool, ou então uma combinação desses. Mas quando esses corpos (preservados artificialmente) são encontrados, assim como os corpos "acidentalmente" preservados, eles se encontram tipicamente descoloridos, enrugados, distorcidos, tendo aparência esquelética e sem elasticidade dos membros. Além disso, eles sempre terão um odor ruim; sem dizer que, após serem descobertos, sempre entrarão em rápida descomposição após terem suas bandagens retiradas para exames científicos.

3. Incorruptos - Esses tipos de corpos preservados começaram a ser descobertos nos primeiros séculos depois de Cristo, surpreendentemente, eles não se encaixam em nenhuma das outras duas categorias citadas acima(Acidentais ou Deliberadamente(induzidos) preservados).

A razão pela qual os "Incorruptos" permaneçam livres da decomposição deixa os cientistas(ainda nos dias de hoje) confusos. Esses corpos são descobertos em inúmeros e diversificados ambientes, inclusive em ambientes que favoreceriam uma decomposição de um corpo acidental ou deliberadamente preservado mais rápido. Eles permanecem livre de decomposição independente da forma que foram enterrados... atraso no enterro, temperatura, humidade, bruto/improprio manuseio do corpo, transferências frequentes, corpos cobertos por quicklime (agente decompositor), ou proximidade a outros corpos já em decomposição e/ou decompostos. Eles não podem ser explicados pela ciência ou pela razão.

Algumas carecterísticas comuns dos corpos incorruptos:

* Os incorruptos são tipicamente encontrados com a aparência viva; húmidos, flexíveis e contendo uma essência doce e suave, que muitos comparam com cheiro das rosas ou outras flores, e isso após anos e anos após a morte dos mesmos.

* Os incorruptos permanecem livre de decomposição, alguns por até séculos.

* Os incorruptos muitas vezes contem óleos fluentes limpos, perspiração e sangue corrente por muitos anos após a morte, a medida que, nos corpos acidentalmente ou deliberadamente(induzidos) preservados, nunca foram registradas nem presenciadas tais características.

* Outros incorruptos parciais foram encontrados através dos séculos, aonde certas partes do corpo se decompõe normalmente, enquanto outras partes, como o coração ou língua, permanecem perfeitamente livre de decomposição.

O que é mais impressionante nisso tudo é o fato de que todo corpo incorrupto encontrado, após investigação para saber a história de tal pessoa, etc., sempre constatavam que tal pessoa era um(a) devoto(a) extremamente Católico(a). Isso nos leva a algumas perguntas inevitáveis.... Como pode o processo de decomposição dos corpos, no qual não há inteligência, escolher quais os corpos serão decompostos e quais serão preservados? E por que eles acontecem somente com devotos católicos? Este fenômeno é simplesmente milagroso.

Além disso, muitos milagres inexplicáveis acorreram no decorrer da história, quando pessoas vinham a ter contacto com esses restos incorruptos. E a respeito dos regulares exames médicos, cientistas ainda não determinaram tal mistério. Esses corpos incorruptos estão expostos por todo o mundo (principalmente na Europa), e quase todos os corpos que foram pesquisados/identificados foram canonizados pela Igreja Católica, dado o testemunho de suas públicas e devotas vidas.



Exemplos específicos de corpos incorruptos descobertos nos últimos 2000 anos, aonde a maioria ainda se encontra em exposição:

Santa Bernadette Soubirous - Santa Bernadete era originariamente visionaria em Lourdes, Franca. Morreu em 1879 in Nerves, também na Franca. Seu corpo foi exumado 30 anos mais tarde, em 1909 e foi descoberto completamente incorrupto e livre de de qualquer odor. Seu corpo foi novamente exumado uma segunda vez 10 anos mais tarde em 1919 e se encontrava ainda incorrupto. O corpo de Santa Bernadete continua exposto, ainda hoje, na Capela de Santa Bernadette em Nevers, Franca.

Coloque a seta do -mouse- sobre a foto da Santa e veja ela morta em 1879, e retirando a seta de sobre a foto você verá a Santa fotografada no ano de 1997.

http://paranormal.about.com/gi/dynamic/offsite.htm?zi=1/XJ&sdn=paranormal&zu=http%3A%2F%2Fwww.catholicpilgrims.com%2Flourdes%2Fba_bernadette_intro.htm

Reparem que há casos de Santos incorruptos que mesmo depois de mais de um século depois de mortos, ainda ganham peso!



São Vicente de Paula
-
Venerável Paula Frassinetti - Ele morreu em 27 de setembro de 1660 e seu corpo se encontra em Paris.







Santa Caterina Labouré -
Morreu em 1876, seu corpo foi exumado e encontrado incorrupto em 1933. Seu corpo encontra-se em exposição debaixo do altar lateral da Capela de Nossa Senhora do Sol em Paris.




São João Maria Vianney (Cure' d'Ars)
-
Morreu em 1859 e seu corpo foi exumado em encontrado incorrupto em 1904. Seu corpo encontra-se em exposição acima do altar central da Basílica de Ars, na Franca.

Eis seu corpo num caixão de vidro:






São Francisco Xavier - Nasceu em 1506 em Javier, Espanha. Morreu de uma doença contraída durante seu trabalho missionário no dia 2 de Dezembro de 1552 em Sancian, China.

Nasceu em família nobre, estudou e se tornou professor de Filosofia na Universidade de Paris. Junto com Santo Ignácio de Loyola e mais quatro jovens fundou a Sociedade de Jesus "Jesuítas". Como padre viajou Índia, Japão e China, era um grande evangelizador, conhecido por converter toda uma cidade.
Seu corpo continua incorrupto:




São Vicente Pallotti - Morreu em 1850 e seu corpo foi exumado e encontrado incorrupto em 1906 e 1950. Seu corpo encontra-se em exposição debaixo do altar central da Igreja de São Salvatore em Onda, Itália.


Santa Teresa Margaret - Morreu em 1770 e seu corpo foi exumado em encontrado incorrupto em 1783. Seu corpo encontra-se num caixão de vidro em exposição no Monsteiro de Santa Teresa em Florenca, Itália.


Santo André Bobola - Morreu em 1657 e 40 anos mais tarde seu corpo foi descoberto e encontrado incorrupto. Seu corpo encontra-se em exposição abaixo do altar central da Igreja de Santo André Bobola em Warsaw, Polonia.


Venerável Osanna de Manuá - Morreu em 1505. Seu corpo esta' exposto debaixo do altar na Nossa Senhora do Rosario, na Catedral de Manua, Italia. Em 1965 a reliquiade seu corpo foi profundamente examinada, e ainda sim determinada em boa preservacao. ( mais de 500 anos! )


Santa Caterina de Bologna - Morreu em 1463 e se encontra incorrupta e em exposição por mais de 500 anos. Em posição sentada.







Santa Rita de Cassia - Morreu em 1457. Seu corpo encontra-se em exposição numa caixa de vidro dentro da Basílica de Santa Rita de Cassia, Itália. Outro fato publicamente conhecido, e' que, o corpo dela já foi visto em posições diferentes dentro do vidro, assim como por vezes com os olhos abertos e por vezes fechados, e tudo isso, obviamente sem nenhum auxilio.


Veneravel Margaret de Metola(Castello) - Morreu em 1320 e seu corpo foi encontrado incorrupto em 1558. Seu corpo encontra-se em exposição debaixo do altar da Igreja de São Domenico na citta-di-Castello, Itália.






Santa Zita - Morreu em 1278 e seu corpo encontra-se em exposição numa relíquia de vidro na Basílica de São Frediano em Lucca, Itália.


Santa Sperandia - Morreu em 1276 e seu corpo encontra-se em exposição no Convento Beneditino na Igreja de Cingoli, Itália. Seu corpo foi exumado em 8 épocas diferentes, a ultima em 1952. E continua incorrupto nos dias de hoje e exala uma doce fragância.


Santo Alphege - Foi Arcebispo em Canterbury, foi capturado e colocado na prisão, e eventualmente assassinado por seus guardiões em 1012. Dez anos mais tarde seu incorrupto corpo foi descoberto.


Santa Withburga - Morreu em 743 e seu corpo foi descoberto 55 anos mais tarde incorrupto. Seus restos ficaram expostos por mais de 300 anos ate' ser destruído pela reforma.


Santa Ágatha - Morreu em 251 e seu corpo foi descoberto incorrupto no século 11. Partes de seu corpo continuam existentes.


Santa Cecília - Morreu em 177 e seu corpo foi descoberto incorrupto em 1599, e' também conhecidamente a primeira santa(ou santo) incorrupto.


São Pio V - Seu corpo se encontra na Basílica Santa Maria Maggiori(Roma/Itália).


São João Bosco - Seu corpo se encontra na Basílica Nossa Senhora Auxiliadora (Turim/Itália)


São Pio X - Seu corpo se encontra na Basílica de S. Pedro (Vaticano)


Esses são apenas alguns dentre inúmeros outros incorruptos corpos de Santos. Como vocês podem perceber, milagres como estes JAMAIS foram(ou são) presenciados fora do Catolicismo.

Teríamos ainda inúmeros outros "M"ilagres de primeiro grau a citar que ocorrem tão SOMENTE no seio Católico (Aparições, Stigmata, Profecias, Milagres Eucarísticos, jejum místico, Dom de Língua [o verdadeiro "carismáticos"...nao a babel serpentina!] -, Bilocação, Levitação, Transportes milagrosos, etc....) . Mas esses ficarão para um momento mais oportuno.

Mas vendo essas inegáveis provas de que esses milagres são vistos através dos séculos repetidamente em relação a Igreja Católica e seus membros, a pergunta que vem a cabeça é: Por que eles ocorrem?

Podemos começar olhando as Sagradas Escrituras. Considere por exemplo os milagres mencionados na Escritura através de Moisés no Velho Testamento e Jesus no N.T. Por que os milagres ocorreram entre eles e não tanto entre os outros? Repare no vasto número de pessoas que pregavam naquela época, que alegavam estar com a Verdade. Muitos deles eram apenas falsos profetas. Com tantos pregadores alegando estar com a Verdade, como o povo poderia discernir quem realmente estaria com a Verdade se Deus, de alguma forma, não mostrasse o caminho? O caminho obviamente era através de milagres de primeira classe. Se muitos outros alegavam ser o Messias como Jesus fez, o povo precisaria de uma forma para escolher o Verdadeiro Messias que pregava a Verdade entre tantos falsos. Milagres como esses citados acima, que permitem que separemos os verdadeiros mensageiros de Deus dos falsos.

Simplificando, se Deus quer revelar uma significante verdade para o mundo, geralmente Ele usará um menssageiro de Sua escolha para tal revelação, e milagres através do messageiro para provar que é a Verdade. Esse é a forma que Deus usa para revelar a Verdade desde o cçmeco dos tempos.

Agora, voltando a um verso da Escritura, em Marcos XVI:
“E estes sinais hão de seguir os que acreditam: Em Meu nome expulsarão demônios, falarão novas línguas, pegarão em serpentes; e quando beberem alguma coisa mortífera não lhes fará mal algum; imporão as mãos sobre os enfermos e os curarão.”

Esse versículo confirma o fato de que aqueles que estão com a Verdade e acreditam nela, terão Milagres para provar. Considerando que significantes milagres vem constantemente ocorrendo em relação a Igreja Católica através dos séculos, e NÃO em outras crenças como Protestantismo, Budismo, Maometismo e Judaísmo(desde a vinda de Cristo), aparentemente Deus não vê-los como "os que acreditam".

Lembro ainda aos mais céticos que:

"Felizes aqueles que crêem sem ter visto" (Jo, XX, 29)



Brother Pius [V]


T.O.S.D



fisheaters.com

4 comentários:

Anônimo disse...

muito boa a matéria! vou usa-la em alguma palestra. Que Deus te abençoe!!!!

Ricardo - Campo Grande - MS

Brother Pius [V] disse...

Sinta-se á vontade. Quanto mais pessoas souberem dos sinais que Deus reserva somente á Sua Igreja, melhor.

Especialmente no tempo em que vimos inúmeras "igrejas" que operam "milagres" de todos os naipes e cores.

Quero vê-los operarem milagres como a Incorruptibilidade, Levitação, Dom de línguas(o verdadeiro é lógico), levantar mortos, Aparições, milagres eucarísticos, martírios etc etc etc...

AMDG.

Cláudio disse...

As informaçoes sobre São Vicente não conferem.
Ele morreu em 27 de setembro de 1660.
No seu texto consta uma data muito posterior, assim como seu corpo se encontra em Paris e nao em Roma.
Me desculpe se eu estiver enganado.

Brother Pius [V] disse...

Obrigado pela correção Cláudio!

Na verdade, já havia tentado corrigir outras coisas nesse post, inclusive algumas na ordem de "tradução automática", que não batem exatamente com o original; mas por alguma razão (bug?), não consegui corrigir...

Assim que conseguir desvendar tal mistério (rs!), corrigirei tais erros.