30/01/2009

A Carta

Eleison Comments LXXXIII

Seguindo os passos de Nosso Senhor (Jn. XVIII, 23) e São Paulo (Acts, XXIII, 5), Arcebispo Lefebvre deu a sua Sociedade o exemplo de nunca aderir a Verdade de Deus ao ponto de abandonar o respeito com os homens que representam a Autoridade de Deus. Em meio ao tumulto da mídia na semana passada, direcionada ao Santo Papa ao invés desse relativamente insignificante Bispo, aqui está uma carta escrita ao Cardeal Castrillón Hoyos em 28 de Janeiro pelo Bispo:

Para Vossa Eminência Cardeal Castrillón Hoyos

Vossa Eminência

Em meio a tremenda tempestade da mídia, aguçada por imprudentes declarações minhas á televisão Sueca, eu imploro que aceite, respeitosamente, meus sinceros arrependimentos por ter causado tantos e desnecessários problemas e aflições á Vossa Eminência e ao Santo Papa.

Para mim, a única coisa que importa é a Verdade Incarnada, os interesses de Sua única verdadeira Igreja, através da qual e unicamente podemos salvar nossas almas e darmos glória, do nosso modo, á Deus Todo Poderoso. Portanto, faço apenas um comentário, do Profeta Jonas,1, 12:

"Tomai-me, disse Jonas, e lançai-me às águas, e o mar se acalmará. Reconheço que sou eu a causa desta terrível tempestade que vos sobreveio."

Por favor aceite também, e leve para o Santo Papa, meus sinceros agradecimentos pelo documento assinado Quarta-feira passada que veio se tornar público no Sábado. Muito humildimente oferecerei uma Missa para ambos.

Sinceramente e seu em Cristo

+Richard Williamson

http://dinoscopus.blogspot.com/2009/01/letter.html

Um comentário:

Ana Maria Nunes disse...

Olá!
Indiquei seu blog para o selo Blog de Ouro dá uma olhada:
http://sucessaoaapostolica.blogspot.com/2009/02/sucessao-apostolica-e-ouro.html