25/04/2011

Alice no País da Montfort...

Que lástima voltar ao mundo virtual após o período da Quaresma e encontrar essa lama no meio tradicional, ou melhor, no meio "neo-tradicional" que se involve com o tradicional.


Pois a Montfort, já há muito tempo, não age como tradicional. Afinal, até onde sei, defender um padre bi-ritualista contra LEGÍTIMOS padres tradicionais (ainda mais com calúnias e picuinhas), não pode ser considerado, mesmo remotamente, como Catolicismo Tradicional.

Suas matérias fantasiosas, e de certo modo até tendenciosas sobre o "grande" Papa Bento XVI, há muito já andavam dando agonia, enjôo e pena, afinal, só retiravam frases isoladas para dar ao liberal Papa um ar de tradicional, bem equivalente aos protestantes e seus recortes bíblicos. Insanidade! E, portanto, longe de poder ser considerado Catolicismo Tradicional.

Talvez isso tenha se dado até pela avançada idade de seu presidente, pelo longo tempo de luta e/ou pela vontade de morrer unido a Igreja que "voltava" a lutar contra o modernismo, etc... Mas seja lá qual for o motivo, fazia anos que já não dava para dar crédito as notícias da Montfort e do "mundo de Alice no país das maravilhas"...

Por que não víamos notícias do "tradicional" Papa quando o assunto era seus heretizantes livros, entrevistas, pronunciamentos, encíclicas???
(Aliás, arrumavam um malabarismo digno dos maiores modernistas para justifcarem a "grandeza" do teólogo e bispo de Roma em suas estapafúrdias encíclicas)

E o famoso e escandaloso pronunciamento do Papa em relação á "camisinha", o que dizer???

Aonde foram parar suas ditas formações Tomistas nesses momentos???

Por que não víamos, isso já mais recente, um ataque digno ao anunciado 3* Encontro de Assis ou na beatificação do Vaticano II, ups, quero dizer, do terrível Papa João Paulo II???

Por que a omissão do forçado e melado 'jardão' "Viva o Papa" da Montfort nesses momentos???

A patente PAPOLATRIA do finado professor passou a saltar aos olhos!

Em relação ao tratamento dispensado á FSSPX pela Montfort, sempre preferi dar o benefício da dúvida ou até mesmo o benefício de considerar que o problema do Professor e da ACM pudesse ser a ignorância, ou mesmo o orgulho de suas partes em relação á FSSPX, afinal, todos temos o "velho homem" para lutar contra e, no caso deles, o "velho homem" poderia ser o orgulho em pessoa, pensava eu.

Sempre respeitei a pessoa do professor pelo que aprendi com seu site, respeitei e até fiz amigos dentre os "amigos da montfort" no meio de redes sociais e messenger; mas nunca omiti minha posição de apoio á JAMAIS excomungada FSSPX.

Mas chega um ponto em que você se vê não só como tendo que abandonar as leituras do site e abster de tecer comentários sobre eles, mas também de se DEFENDER contra seus FALSOS ataques. Padre Joel Danjou expôs brilhantemente o quão ilusório e risório se fazia os ataques provenientes do "mundo de Alice"; inclusive a tal prometida tréplica ao supracitado padre acabou indo para o caixão com o professor e divulgador desse "mundo de maravilhas" vivido na Igreja "restauradora", liderada pelo "grande restaurador" chamado Bento XVI.

Se o finado professor, juntamente com sua associação, pensassem ser mesmo possível sobreviver no meio modernista sendo um exímio tradicional, por que ele(s) JAMAIS recomendaram "um seminário sequer" aos seus alunos e/ou leitores???

(salvo quando eles, por poucos ilusórios meses, pensavam possuir um Seminário chamado IBP, é claro)


Como viveremos uma vida de católico se, segundo a Montfort e seu próprio presidente, já não se pode produzir padres nos seminários do mundo???

Passaríamos a nos confessar com professores de história???



O orgulho mostrado pelo Professor Fedeli e vários de seus seguidores, para mim, ao fim, ficou concretizado em todos esses casos. Inclusive nas festivas comemorações do levantamento da dita "excomunhão" da FSSPX; afinal, que final mais feliz e triunfante não seria para "Alice e seu mundo" poder estar novamente ao lado da FSSPX sem ter que se retratar de suas falsas acusações, e ainda por cima recebendo-a como um filho pródigo que a casa retorna???

Seria um desfecho perfeito para para um professor e uma associação que já não viviam de acordo com a REALIDADE, e sim no fictício mundo das maravilhas.

Mas caberia perguntar á eles, como a FSSPX poderia "retornar" como filho prodigo se eles NUNCA deixaram tal casa??? Quem se afastou da Doutrina Católica???

Oh, não se pode dizer que foi Roma, pois isso cheirará a sedevacantismo. Igual o daquele bispo Inglês "negador do Holocausto".

Pouco tempo depois de insinuações maldosas e falsas ao Bispo Inglês, surgiram sedevacantistas no próprio seio da Montfort... Castigo de Deus?

Mas obviamente eles tentaram se excusar de qualquer influência ou responsabilidade para tal debandada, e a válvula de escape, dessa vez (ou mais uma vez), foi Dom Lourenço. Culparam-o por fazer tal rapaz largar o grupo da Montfort para ingressar no beco sem saída, leia-se sedevacantismo.

É aí que reside o cerne da questão, as posições da Montfort em relação ao "imaginário cisma" são tão falsas quanto a dos modernistas de todos os naipes, se não for pior, pois pelo menos de todos esses outros naipes já seria de se esperar tal tratamento. Já daqueles que dizem lutar contra o Concílio Vaiprocano II e a Missa Nova...

Outra infundada e baixa acusação é imputar que a Fraternidade prega que "fora dela não há salvação".

E os apaziguadores de plantão ainda querem ditar quando, como e aonde deveremos rebater tais acusações? Ainda nos acusam de procurar intrigas? Façam-me o favor!

Não tentem, também, dizer-me que o inteligente, articulado e jocoso professor nunca esteve a par de assuntos relacionados ao "estado de necessidade", "ecclesia suplet" ou algo parecido, por que isso seria apenas mais um conto de Alice. Não consigo engolir que os tribunais de anulação possa ser o real motivo para tanto horror á FSSPX quando, na verdade, nem Roma se pronunciou quanto a isso. Além do mais, inúmeras e lógicas indicações confirmam a legitimidade de tais tribunais, a melhor e mais detalhada explanação em Português que eu conheço pode ser encontrada aqui.

Rezo para que tais "maravilhas" do mundo da Montfort não impeçam os genuínos católicos de avançarem em suas vidas espirituais, de impedirem de seguir suas vocações, pois a realidade costuma ser cruel com aqueles que vivem na ilusão.

Rezemos, também, pela alma do professor e pela cegueira daqueles que pensam que quatro Bispos Tradicionais são (ou estiveram) excomungados em tempos que, para Roma,
protestantantes são "irmãos separados", cismáticos são "verdadeiros Patriarcas", pérfidos Judeus são "irmãos mais velhos", muçulmanos adoram o mesmo "deus", budistas e hindus podem ter celebração em nossos altares, etc...

Que tais cegos passem a perceber que ser considerado "cismático, rebelde, desobediente, etc.", por esse bando de traidores da Fé Católica, deveria ser tido como um privilégio digno de condecoração!

Que as palavras de São Paulo, tão ricamente seguidas pelo grande Arcebispo Lefebvre, "Tradidi quod et accepi" [1 Corinthians 15:3], possa ser seguida por todos os quatro Bispos cansagrados por ele e Dom Castro Meyer, pois se assim for, nunca nos depararemos com professores de história do outro lado do confessionário tentando se passar por padre!!!

__________

Ps: Faço as palavras do Márcio, do belíssimo blog In Tribulatione Patiencia, as minhas palavras.

5 comentários:

Renato Salles disse...

Parabéns pelo artigo!
Já de muito que notei que a Montfort modificou bastante seu discurso... talvez, pelo receio de serem chamados de "sedevacantistas práticos". Certa vez, houve um debate entre eles e o site Veritatis e este os chamou de sedevacantistas.
Assim, no afã de mostrar que está junto ao Papa, parece que a Montfort, por não se submeter a nenhuma autoridade eclasiástica, inventou um papa ficticio ao qual seus membros se submetem completamente (como se a hierarquia fosse: Papa e logo em seguida Montfort...).
Assim eles se calam para qualquer coisa de mal que o Papa fale, faça ou escreva, mas exaltam qualquer minimo que possa ser intepretado benevolamente.
Deixo aqui uma repreensão de São Pio X que poderia ser muito bem aplicada a Montfort:
"8. Se suas doutrinas fossem isentas de erro, já teria sido uma falta muito grave à disciplina católica o subtrair-se obstinadamente à direção daqueles que receberam do céu a missão de guiar os indivíduos e as sociedades no reto caminho da verdade e do bem." (São Pio X,Notre Charge Apostolique)

Brother Pius [V] disse...

Obrigado pelo comentário e pelas preciosas repreenssões de um verdadeiro Papa Santo!

JMJ

Ana Maria Nunes disse...

Concílio Vaiprocano II essa foi boa!!

Luciano Beckman. disse...

Amigo, Salve Maria!

Precisamos falar com você.
Retorne-me pelo email: tradicaoemfoco@gmail.com


Em Cristo
Luciano, SPES.
www.tradicaoemfoco.com

Brother Pius [V] disse...

Salve Maria, caro Luciano!

Fique a vontade para contactar-me por esse blog ou pelo e-mail enviado para tradicaoemfoco@gmail.com

JMJ