20/05/2009

Vestuário e comportamento apropriados para mulheres católicas


Roupa apropriada para mulheres católicas


A mulher não se vestirá de homem, nem o homem se vestirá de mulher: aquele que o fizer será abominável diante do Senhor, seu Deus." (Deuteronômio 22:5).

"Não julgueis que vim abolir a lei ou os profetas. Não vim para os abolir, mas sim para levá-los à perfeição. Pois em verdade vos digo: passará o céu e a terra, antes que desapareça um jota, um traço da lei. Aquele que violar um destes mandamentos, por menor que seja, e ensinar assim aos homens, será declarado o menor no Reino dos céus. Mas aquele que os guardar e os ensinar será declarado grande no Reino dos céus. (Mateus 5:17-19).



Santo Padre Pio costumava recusar ouvir confissão das mulheres que vestissem calças ou imodestos vestidos.

As mulheres não devem se vestir ou agir como homens, pois isto é uma abominação aos olhos de Deus. Deus criou a raça humana com os dois géneros, pretendendo que cada um tenha seu devido lugar na criação. Os homens e as mulheres não foram feitos para se comportarem ou vestirem da mesma maneira. Parte da beleza humana é encontrada justamente nas diferenças entre homens e mulheres.

Cada um de nós vivemos dentro de uma sociedade maior. Cada um de nós somos influenciados pela cultura ao nosso redor. Contudo, a sociedade e a cultura ensinam-nos frequentemente as coisas falsas, que nos conduzem para longe de Deus. A maioria das mulheres (pelo menos na sociedade e cultura ocidental) vestem e comportam-se muito como homens. Procuram os mesmos papéis na sociedade, na família, e na Igreja. Estão seguindo um ensino popular de nossa cultura atual aonde as mulheres e os homens são feitos para terem os mesmos papéis, em especial que as mulheres passem a cumprir os papéis que, anteriormente, foram feitos somente ou principalmente por homens. Elas estão demonstrando suas aderências a este ensino vestindo-se como homens. Este ensino de nossa cultura é contrário ao ensino de Cristo.

Deus quer que os homens e mulheres atuam e vistam de acordo com seu gênero e lugar dado por Ele na criação. A roupa e os penteados são expressões de seus pensamentos, comportamentos e atitudes. As mulheres não são feitas para comportarem-se como homens, nem para terem os mesmos papéis que eles, conseqüentemente, não se deve vestir ou comportar como homem. E vise-versa.

As mulheres devem usar saias e vestidos; não devem, geralmente, usar calças (embora possa haver alguma exceção para determinados esportes, determinados tipos de trabalho, etc.). As mulheres devem ter o cabelo mais longo do que os homens; o estilo de cabelo de uma mulher deve ser feminino (nem masculino e nem andrógino). As mulheres devem se vestir e comportar de uma maneira feminina, para mostrar que aceitam de Deus o lugar dado á elas na criação, na sociedade, na família e na Igreja.

A modéstia é um assunto á parte. Uma mulher que usa calças modestas, ainda assim, ofende á Deus, não pela falta da modéstia, mas por vestir-se como um homem. Uma mulher que usa uma saia ou vestido imodesto ofende menos á Deus do que a que usa um par de calças modestas. A ofensa do uso das calças de uma mulher é uma ofensa que vai de encontro à ordem que Deus construiu na criação e na humanidade. A ofensa de uma roupa de homem usada por mulher é chamada uma abominação pela Sagrada Escritura. Quando uma mulher se veste e age como um homem, é uma ofensa que vai contra à mesma ordem que Deus constituiu na criação e na natureza humana. Deus fica ainda mais ofendido quando as mulheres se vestem e agem como homens nas Igrejas e durante a Santa Missa.

Pela comparação, quando uma mulher usa uma saia curta ou um vestido apertado, sua ofensa é somente em matéria de grau (a mesma saia, se alongada, pode ser considerada modesta). Tal ofensa não é intrìnsecamente desordenada -- não contradiz nem se revolta contra à ordem fundamental que Deus deu à criação e à humanidade.

Mas a maioria das mulheres, e mesmo a maioria dos homens, não aceitam este ensino. Aceitam-se os ensinos de sua cultura e ignoram os ensinos da Sagrada Escritura. Quando a Igreja ensina uma coisa e sua cultura ensina outra, eles seguem sua cultura ao invés de Cristo.


Sumário de 12 pontos:

1. Primeiramente, roupa masculina e feminina eram distintas durante épocas bíblicas. A passagem de Deuteronômio que os homens não devem se vestir como mulheres e mulheres não devem se vestir como homens deve ter feito sentido aos Israelitas, pois eles viveram as Escrituras antes mesmo delas serem escritas.



2. Em segundo, embora os homens usassem mantos/roupões, os vestidos das mulheres eram distintamente diferentes.



3. Em terceiro lugar, durante a época do Novo Testamento, os soldados romanos usavam calças, portanto, as calças eram conhecidas como vestuário exclusivamente masculino.



4. Em quarto, por um tempo muito longo na Igreja, os homens usaram calças e as mulheres não. Isto havia se estabeleceu dentro da cultura cristã como uma das principais diferenças entre homens e mulheres. Esta diferença "tem sido" (foi) obscurecida somente recentemente.



5. Quinto, Padre Pio não ouviria a confissão das mulheres que usassem calças.



6. Sexto, a passagem de Deuteronômio proíbe especificamente a roupa unisex. Mesmo se alguns ou vários povos em épocas antigas vestiram o mesmos, a Escritura continua sendo verdadeira e deve ser obedecida.



7. Sétimo, a Virgem Maria em suas aparições, sempre está usando vestido, nunca calças. Todas as imagens e estátuas dela, durante toda a história da Igreja, ela sempre usou vestido, nunca calças.



8. Oitavo, ao visitar o Papa ou o Vaticano, as mulheres não são (eram) permitidas a usarem calças. E deveriam usar o véu. Quando George Bush e sua esposa Laura visitaram o Papa recentemente, ela usou tanto um quanto o outro..



9. Nono, alguns grupos protestantes ainda retêm esta introspecção baseados na Escritura, que as mulheres devem vestir de uma maneira feminina, não devem usar calças e devem usar véu ou similares.



10. Décimo, o vestir é uma expressão do comportamento e da obrigação. Mesmo em nossa pecadora sociedade, vestir-se ainda é associado com alguns papéis, por exemplo: os policiais, os juízes, as enfermeiras, os padres, as freiras e outros, usam uma roupa particular apropriada e indicativa de seus papéis. E suas roupas são igualmentes um indicador da atitude e comportamento. Por exemplo, as freiras que são obedientes à Igreja gostam de usar o hábito, mas aquelas que são desobedientes, odeiam.


11. O décimo primeiro, os homens e as mulheres são feitos para terem papéis diferentes na Igreja, na família e na sociedade. Os homens e as mulheres são feitos para terem comportamentos diferentes. A roupa é um indicador e uma expressão dessa importante diferença. Sendo assim, a coisa mais importante é o papel e comportamento correto dos homens e mulheres. Esse é o ponto principal da passagem da Escritura.



12. Décimo segundo, quando uma mulher desiste de usar calças, se esforçando para se vestir de uma maneira que satisfaça Cristo e Maria, mesmo que a cultura em torno dela lhe diga de outra maneira, ela será abençoada por Deus e suas orações serão respondidas.




Fonte: Catholicplanet.com



Já dizia Irmã Lúcia em Fátima: Virão certas modas que ofenderão Nosso Senhor... Portanto, mudemos nossas condutas e eduquemos nossos filhos segundo o ensino tradicional Católico.

3 comentários:

Rick disse...

O demônio conseguiu infiltrar-se em todos os setores da sociedade, até na Igreja. Veja como as autoridades eclesiasticas não se pronunciam mais sobre a modéstia no vestir.

Creio que também o homem, deve manter a prudência no vestir, se abstendo de usar roupas colantes e camisetas que revelem partes do corpo, de desfilarem sem camisa publicamente e etc. A influência do jeans afetou moralmente homens e mulheres. Tanto um como o outro, o usam para modelar ou revelar o corpo. No caso do homem em relação a mulher, pelo seu instinto procriativo e afetado pelo pecado original, peca por olhar e consequentemente desejar, a mulher peca por usar e provocar tal desejo e vice-versa.

É necessário uma "reforma da reforma" dos costumes que deve ser feita, um desafio complexo e extremamente difícil aos olhos humanos.

Há pouco tempo atrás eu não tinha a noção deste perigo, mas agora devo estar atento. Muita boa e oportuna postagem, parabéns.

Brother Pius [V] disse...

Concordo com tudo que disseste, meu caro Rick.

Tenho mais uns dois artigos sobre modéstia que, num futuro breve, deverei estar postando-os.

AMDG

Julie Maria disse...

Olá Brother!

Gostei muito do seu artigo!

Tenho um blog sobre isso:
modaemodestia.wordpress.com

Espero que possamos unir forçar neste apostolado!

Paz

Julie Maria